domingo, 21 de novembro de 2010

DOCE AMOR

Esse doce amor que trago no meu coração
Ao mesmo tempo que machuca ele me alimenta
É como a rosa apesar de ter toda beleza e perfume
Ela tem os espinhos que a protege.
Te amo como nunca amei ninguém
Ver você e não poder chegar perto
Doí
É a mesma dor que o sol sente
por não poder tocar sua amada lua
O dia ontem se foi
O hoje começou
E o meu amor por você hoje
é bem maior que o de ontem
É por esse doce amor que eu vivo
que encontro forças para lutar.
Você sempre será meu
Grande e Eterno Amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário