segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Image and video hosting by TinyPic



Image and video hosting by TinyPic

Meu encanto
(Rafael SiLveira)

Uma carta poética,
Transcreve a sua beleza
cabelos loiros e sorriso meigo,

Atração que consome o ser
Como o fogo numa queimada,
Singelo e sincero o bastante
Para tona-se relevante.

Palavras que não atacam,
São palavas de afeto.
Essas desarman e remontam
Um coração e espírito despedaçados.

Por um segundo que dure,
Parece eterno para o poeta
Reencontrar o desejo de viver.

Verdades de um ser
Que se abandona
Pela beleza da amada.

Isso é minha versão
Do que ainda parece ser nada,
Mas que parece tudo

No seu coração existe...
Uma resposta a qual busco,
Mas o momento de dizer cabe a você
Meu encanto.

Image and video hosting by TinyPic

Nenhum comentário:

Postar um comentário